A Associação Académica de Coimbra (AAC) foi fundada a 3 de Novembro de 1887, sendo a associação de estudantes mais antiga de Portugal, com intuito de desenvolver a convivência e a discussão de grandes reformas políticas e culturais portuguesas.

Atualmente, as suas instalações compreendem salas de estudo e de convívio, cantinas, bar, livraria, papelaria, agência de viagens, loja de artigos académicos, infraestruturas desportivas, bem como as salas dos grupos de teatro, música e folclore, mas nem sempre foi assim… Durante várias décadas, a AAC encontrou-se sediada no Colégio da Trindade. No entanto, estas instalações não permitiam a realização de espetáculos, que constituíam a maior fonte de receitas da AAC. Com isto, no virar do século, a AAC esteve situada em vários sítios e apenas em 1963 se mudou para o complexo académico da “Associação Académica de Coimbra”, que incluiria o “Teatro Gil Vicente” mais tarde renomeado de “Teatro Académico Gil Vicente”.

A AAC organiza conferências, debates e cursos de curta duração em várias áreas científicas, e presta também serviços de informação e orientação. Esta organiza também a maior festa anual de estudantes do país, a Queima das Fitas.

Representando todos os estudantes da Universidade de Coimbra, a AAC já teve mais de 100 presidentes, estes fazendo parte da Direção Geral (DG) foram eleitos anualmente em eleições abertas a todos os estudantes, sendo o seu primeiro presidente António Luiz Gomes, estudante de Direito que se tornou mais tarde reitor da UC.

Teatro Académico de Gil Vicente

História

Instalações